Dia da Mãe: Os melhores momentos

Check out this quarantines hair

Quando me sentei pela quinta vez para tentar tomar o café da manhã (olá vida da mãe), alguém bateu na porta.

Os cães começaram a ladrar como sempre fazem de cada vez que alguém bate á porta, e eu gritei “calados”. Esta parte tende a ser sempre muito assustadora para a pessoa que esteja á espera do lado de fora.

Abri a porta a um homem segurando um buquet de flores na mão dentro de um saco de papel da Interflora.

Inquisitivamente, olhei para o homem e disse “obrigado”, sem ter idéia do que estava acontecendo.

Eu vim com o saco para dentro e tirei um lindo buquet de flores em verde eucalipto e flores rosa. Elas cheiravam a um fresco delicioso.

Olhei para dentro do bouquet e não vi cartão nenhum, mas tirei do saco uma garrafa de Pinot Blanc. Então, eu disse: “Quem enviou isto sabe que eu gosto de vinho branco”. Creepy.

O meu marido pareceu chateado e eu disse como uma piada: bem, tenho um admirador. ” Ao que ele respondeu: “Vai lá por é as flores na água”.

Quando abri as flores, finalmente vi o cartão e dentro dele dizia: “Para a mamã, do Mikkel. Eu amo-te mais do que qualquer coisa na terra (desculpe se sou malandro às vezes). ”

Fiquei com a lágrima no canto do olho e disse “obrigada”.

Este foi meu primeiro presente de dia das mães e será um presente para recordar para sempre.

No entanto, o Dia das Mães nunca foi uma boa memória. No dia das mães em Portugal, na semana passada, depois de ler e curtir muitos posts de meus amigos no Facebook, parabenizando as suas mães, chorei.

Eu odeio me sentir como uma vítima e tentei evitá-lo a todo custo à medida que cresci. Mas agora que sou mamã, não consigo imaginar a vida de meu filho sem uma mãe. Especialmente uma mãe que o abandonaria.

Estou compartilhando isto convosco, depois de tantos anos porque …

Embora difícil, pensei que alguém pudesse se relacionar.

A minha mãe levou a mim e á minha irmã quando éramos pequeninas e meu pai foi nos buscar. Infelizmente, minha irmã era muito pequena, tinha apenas alguns meses e já não usava fraldas, então fui a escolhida para voltar para casa.

A minha mãe acabou por deixar a minha irmã com a sua própria mãe e ela nunca olhou para trás.

Como ela nunca fez por todas as outras filhas, que ela abandonou. Somos cinco raparigas no total e, até ao momento, pelo menos para algumas de nós, realmente não entendemos as suas razões exatas.

Se você optar por dar à luz um pequeno ser humano, você tem de ficar e ver o que ele ou ela se tornará? Você fica por perto para amar essa criança incondicionalmente, não?

Ainda assim, não consigo entender os motivos dela, mas o que me parte ainda mais o meu coração, é quando ela mostra não mostra o minímo de interesse pelos seus netos e netas.

Eu acho que ficava muito triste se vivesse a vida dela. Seria incapaz de viver a minha em paz, com toda a sinceridade.

Enfim, é por isso que o Dia das Mães é um dia complicado para mim, mas o meu marido fez uma tremenda mudança este ano. E eu estou extremamente agradecida.

Numa nota mais positiva, passei o dia todo “em casa”, aproveitando cada momento com o Mikkel. Jogámos com a nova plasticina e assistimos aos clássicos da Disney e depois aos Muppets.

Simplesmente aproveitámos muito o dia todos e eu com o coração repleto de amor.

Feliz dia das mães!

Um beijo x

Leave a Reply