Corona Diaries #dia58

Hoje queria que o dia fosse altamente produtivo em que tudo estaria posto em perspetiva e planeado ao fim do dia para o resto do mês. No entanto, lembrei-me que era segunda-feira. E que estávamos ainda em modo covid19 e que tinha de traduzir 10001 posts para inglês.

O menino esteve calado o dia todo, ao contrário de como esteve na semana passada, que era hum-hum cada 10 segundos. Coisa estranha achei. Medi-lhe a febre com medo que ele estivesse doente. Media 36,5 e ele olhava para mim como que a analisar-me. Eu olhei-lhe de lado e disse “hum, que é que se passa contigo?”. Entretanto lembrei-me outra vez que era segunda-feira e que ele normalmente entre segunda e terca tem um reboot ou um upgrade, ainda não percebi muito bem.

Ontem tivémos cá a irma e o cunhada do meu marido, onde ela nos trouxe bolo de chocolate sem glúten. Ela sabendo que eu evito o máximo que posso o raio do bicho. Ela tinha feito o bolo de chocolate com farinha de amêndoa e sem acúcar (também descobri que o pobre do marido tem diabetes) mas com adocante.

E digo-vos uma coisa, sabia melhor que qualquer bolo de chocolate. Ok, menos o bolo de chocolate da pastelaria beira-mar em Quarteira. Ninguém bate esse bolo.

O bolo soube-me tão bem e uma fatia encheu-me de tal forma, pois era um bolo keto e tal deu-me uma motivacao tão grande para voltar a comer uma dieta mais baixa em hidratos e mais alta em gordura. Porquê? Ora, porque posso utilizar esta receita para brownies e quando me der uma vontadinha para comer algo doce e malandro, estes brownies não só me saciam mas ajudam no processo de atingir o ketosis e entrar facilmente no processo de queimar gordura naturalmente. E depois perder peso e finalmente me sentir mais eu mesma.

Entretanto, ela contou-nos umas coisas, na maioria relacionadas com a familia, e depois á noite após ter assistido ao filme mais lindo de sempre na netflix e ter lido uns quantos posts no facebook de amigos e amigas a elogiarem as suas mães caí num pranto. E só pensava de como ás vezes me sinto muito sozinha, mesmo estando muito bem acompanhada.

Isto do covid19 nos isolar e nos proibir que viajemos tem-me afetado muito e a razão pela qual parece que estou a fazer 1001 coisas é porque estou a fazer 1001 coisas. Para me distrair de pensar no facto de este ano não dever ir a lado nenhum, nem a “casa”.

Hoje decidi-me de novo a fazer as 1001 coisas, a ser o mais produtiva que pudesse ser. Entre elas, tentei planear o mês de maio e conjugar o blog com a marca. Decidi fazer outra mini colecão mas desta vez quero fazer a roupa com medidas normais e quero desenhar e fazer a roupa que eu e as minhas amigas realmente gostemos.

Sempre tentei pensar numa persona para a qual eu desenhava, e acho que sempre me perdi. Esqueci-me muitas vezes do que eu gosto mesmo e acabei sempre com roupa para uma pessoa “imaginária” que eu achasse que fosse gostar do que eu criasse. Decidi então desenhar para mim mesma, pois sempre o quis fazer desde miuda e desde que sonhava ser como a Fatima Lopes. A estilista, nao a apresentadora. Que acham da ideia? Concordam?

Um beijo x

Leave a Reply