18: Ideias baratas para um guarda-roupa perfeito

De há alguns anos para cá que tenho vindo a tentar aperfeiçoar o meu “guarda-roupa”.

Desde o trauma que apanhei em 2012 quando comecei com o blog, acabei com o “armário” sem nada decente para vestir. Foi uma das coisas que mais odiei no que toca a este mundo, para vos ser completamente sincera.

A quantidade de roupa que eu precisei para manter o blog “fresco” de ideias foi mesmo muita para o meu gosto. Sempre fui muito consciente do meu consumismo e sempre lutei para mantê-lo a um nível baixo. A vinda do Mikkel foi a solução perfeita para o meu “gasto” também. Por estar mais focada em comprar roupinha para ele, descurei muito comprar para mim. O meu estilo “minimalizou” e as compras também. As peças de eleição têm vindo a ser as típicas calças de ganga, t-shirts e sweaters. Tudo o que se destacava, eu punha de volta na prateleira da loja.

Daí que o meu guarda-roupa, “minimizado”, vive só com estes essenciais e algumas statement.

Eu comparo comprar roupa como comprar um automóvel. Se formos comprar um volkswagen beetle cor-de-laranja teremos menos possibilidades de o vendermos de uma forma mais “fácil”, ao invés de comprarmos um Audi A3 preto. Com a roupa acho o mesmo. Se comprar vestidos ou saias floridas, ou casacos com umas prints igualmente arrojadas, haverá pouca gente que queira comprar a roupa numa loja de segunda-mão. Se calhar até vai haver, mas a quantidade de pessoas com interesse diminui consideravelmente.

No entanto se eu comprar um casaco da Ganni (com um corte clássico) sei de certeza que vai haver pessoas interessadas. Temos de pensar na roupa como um retorno no nosso investimento quer a peça custe 100 ou 10€.

Isto para dizer que neste momento estou a construir um guarda-roupa mais completo com as minhas peças essenciais e peças que façam um statement.Um casaco longo preto, uma gabardine bege ou um casaco de cabedal são pecas que insisto em ter estação após estação.

Depois vem a questão do guarda-roupa. Um guarda-roupa atolhado de roupa que não usemos para mim é um “je n’aime pas ça”. Como tenho vindo a mencionar (já algumas vezes em posts aqui no blog e em videos no youtube) o guarda-roupa não precisa de ser grande. Precisa de ser mais “smart”.

E era aqui que vos queria inspirar. Existem N soluções para termos um guarda-roupa mais optimizado, que seja esteticamente bonito, e sem gastarmos balúrdios.

O IKEA por exemplo é o meu sitio de eleição no que toca a móveis cá para casa. Ocasionalmente investimos aqui e ali em peças mais “intemporais” mas em geral decidimo-nos sempre com as soluções do IKEA. Aqui em baixo podem ver como outras pessoas construíram de forma fantástica o guarda-roupa delas de sonho.

Espero que vos possa inspirar se sentem que precisam de uma solução melhor para o vosso dia-a-dia, no que toca a escolher roupa de uma forma menos stressada.

Leave a Reply

%d bloggers like this: