#4 O meu outfit do dia

#4 O meu outfit do dia

Porque ás vezes apetece. Porque ás vezes sabe bem.

Foi preciso eu me fechar em casa para os meus sumos criativos jorrarem como se não houvesse amanhã. Eu á espera há anos para descobrir quem eu realmente sou, como sou, como me sinto feliz. Sou a única a pensar assim? Que só vim a descobrir na minha tenra idade dos 30 (e tal) anos sei do que gosto, sei do que não gosto, do que quero e não quero. Serei mesmo a única?

Dispenso amizades tóxicas, falsas e oportunistas. Recebo de braços abertos pessoas que me queiram ouvir, me queiram ver e que tenham saudades minhas, da mesma forma que eu tenho delas. Eu no que toca a novas amizades sou horrível. As amigas que tenho actualmente são de décadas, e por já ter-me lixado umas quantas vezes com pessoas que pelos vistos usavam uma máscara, que me privo de querer conhecer pessoas novas.

Digitalmente não tenho problema. Mas digitalmente não te chegam ao coração, muito menos mostram quem realmente elas são. Quem realmente nós somos, no nosso dia.

Eu no meu dia-a-dia sou EU.

Não uso maquilhagem. Tenho umas olheiras até aos tornozelos e ando de fato-treino, queira eu me abaixar e sem querer fazer umas squats. Tal coisa nunca aconteceu.

Ontem no entanto, consegui treinar. Tomei um banho a seguir para hoje poder ter o cabelo limpo e eláááá que ele está reluzente.

Quando acordei esta manhã, o marido até deu um berro quando me viu. Pelos vistos o meu cabelo quando “relaxado” na almofada (sabem tipo sereia dentro de água com ele todo no ar) decidiu ficar com a sua mesma forma. Ou seja, no ar.

Vi-me ao espelho e disse: WTF! Tentei escová-lo, tentei po-lo num elástico ainda havia cabelos por todo o lado e não havia meio de o domar. Tive de usar uma mão cheia de gel para o calmar o cabr&%. Com o ar da coisa vocês pensam que vou acabar aqui a falar de produtos capilares não é?

Não. Não é.

Comigo é tudo muito: “Não tava á espera disso, não!”

A ideia do post de hoje é uma sequela do post de ontem, de roupa para se usar em casa, que para nós é algo que utilizamos muito hoje em dia e eu achei útil, mostrar os meus “looks preferidos” da Primavera 2020. Um must have! Só quero é que venha já o verão e que possamos usar roupa como deve ser, por amor á santa.

No entanto, hoje quis contrariar o marido. De manhã viu-me no meu pior, mas esta tarde para a photo session que tive com o meu Mikkel (mas que as imagens estão em modo RAW e eu ainda não consegui resolver o problema que tenho com o ADC, por isso vocês vão ter que apanhar com selfies, peco desculpa), acabou por ver-me no meu melhor.

Quem diria que pestanas postiças faziam-te bonita. Agora já percebi porque que é que há muitas meninas com pestanas falsas por aí. De repente tens olhos. Sem pestanas ou com as coitadinhas que tens, só se vê bolas.

Mas hoje, quis brincar um bocadinho e sentir-me bonita. Não pus muita maquiagem, só a base, corretivo, preenchi as sobrancelhas, contorno, blush e um batom. Ok, realmente é bastante maquiagem, mas não levei 3 horas como do outro dia a fazê-la.

E pus um top e umas calças que chegaram ontem da Zara. As calças de cetim parecem perfeitas para uma saída á noite, mas eu acho que é para dormir. Acho.

Isto para dizer que o meu look do dia com pestanas e tudo, é um look que Hello fez-me sentir bonita, glam. E ás vezes sabe bem, mesmo que não o façamos todos os dias. E os sapatos de salto alto, meninas, era um sonho andar, parecem mesmo chinelos de casa. Vão experimentar!

No entanto, sou mãe, estou em casa e mesmo que goste de me sentir bonita, não acho que o tenha de fazer todos os dias. Mas agora penso, se calhar até o devia fazer. Que acham, vocês capricham quando estão em casa, ou preferem “au natural”?

Beijinhos meus amores e um bom sábado.

PS: Se forem mais para baixo, verão eu no meu habitat 😀

EXPETATIVA

*look todo da Zara

REALIDADE

Follow:

Leave a Reply

%d bloggers like this: